Na manhã deste domingo (27), o Conselho esteve reunido com a Associação Nacional de Clínicos Veterinários de Pequenos Animais de Minas Gerais (Anclivepa Minas) na sede do CRMV-MG, em Belo Horizonte. O encontro foi realizado no intuito de avaliar as ações em complementação ao trabalho desenvolvido pelos profissionais que atuam no desastre de Brumadinho, além de planejar as estratégias para o resgate dos animais atingidos pelo rompimento da barragem.

Participaram da reunião o vice-presidente do CRMV-MG, o zootecnista dr. João Ricardo Albanez; o presidente e o vice-presidente da Anclivepa Minas, dr. Abílio Domingos e dr. Aldair Pinto; além dos médicos veterinários dr. Rogério Pinheiro; dra. Silvia Trindade; dr. Phelipe e dr. Guilherme Brant (foto).  

O Conselho ressalta que a orientação do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil é de que nenhum médico veterinário voluntário ou zootecnista voluntário vá até o local no momento, em virtude das complexidades das operações e do risco do rompimento de outra barragem. O CRMV-MG ressalta que sua equipe de profissionais enviada ao local aguarda a liberação para iniciar os trabalhos de socorrimento de animais.

O CRMV-MG agradece a todos os que se solidarizam com a causa animal neste desastre, entretanto, ressalta que, até o momento, não é necessário a presença de mais profissionais no local. As doações também são suficientes para este primeiro momento e estão temporariamente suspensas. Caso haja a necessidade de mais profissionais ou de doações para os trabalhos, o CRMV-MG divulgará por meio de seu portal e de suas redes sociais.

A mobilização da classe profissional foi tamanha que o CRMV-MG recebeu cerca de 1.000 contatos de médicos veterinários e de zootecnistas de todo o país disponibilizando-se para realizar trabalho voluntário, além de inúmeros insumos veterinários e outros materiais como doações.

Assessoria de Comunicação do CRMV-MG