Uma das principais ações de Educação Continuada do CRMV-MG é a publicação da Revista V&Z em Minas, na qual são disponibilizados artigos técnicos de interesse dos médicos-veterinários e dos zootecnistas inscritos. Na edição n° 140, um dos destaques é o artigo intitulado “Resposta ao tratamento de enfermidades podais em bovinos de corte terminados em grandes confinamentos”.

O artigo promove um estudo sobre a resposta da administração única subcutânea de gamitromicina (6 mg/kg) em bovinos de corte com enfermidades podais terminados em dois grandes confinamentos no sudeste do Brasil. O grupo estudou um total de 100 bovinos que foram divididos em grupos de controle (GC) e de tratamento (GT). Os critérios de inclusão foram: claudicação

com escore de 3-4 (1-5), lesão podal em apenas um membro e escore de lesão 3-5 (0-5).

Os bovinos foram avaliados semanalmente (0, 7, 14 e 21 dias) e foram realizados exames físico, geral e específico do sistema locomotor. A maioria das lesões foi nos membros pélvicos (97%), na unha lateral (79%) e em mais de uma estrutura, muralha (45%), talão (46%) e borda coronária (51%), demonstrando a característica de maior extensão destas lesões. Os pesquisadores notaram diferenças a partir do 14° dia e ao final do processo concluíram que a gamitromicina, nas enfermidades podais de bovinos confinados, melhora as condições clínicas de locomoção e da lesão podal.


O artigo na íntegra está disponível gratuitamente no site do CRMV-MG, clique aqui e acesse a edição da Revista V&Z em Minas.