O médico-veterinário e presidente da Comissão de Saúde Pública do CRMV-MG, dr José Renato Rezende Costa, atua na Prefeitura de Contagem, onde é responsável por coordenar as ações de combate à Febre Maculosa. A doença é transmitida pelo carrapato estrela, e já levou a óbito quatro moradores no município. A partir desta segunda-feira (10), as ações consistem na aplicação de banhos carrapaticidas em equinos da região. Os animais são um dos principais hospedeiros dos carrapatos.

A expectativa é de que cerca de 100 animais recebam o tratamento quinzenalmente até agosto. Para isso, foram instalados dois pontos de apoio, nos bairros Carajás e Amendoeiras. “Realizando esses banhos com carrapaticidas até o final do período reprodutivo do carrapato, em meados de agosto e setembro, conseguimos um controle bastante efetivo destes carrapatos nestes animais”, ressalta dr. José Renato.

Gilmar da Silva foi o primeiro a chegar no ecoponto, e ressaltou a importância de todos os carroceiros participarem da campanha.  “Todos devem colaborar, porque se um não colaborar, tem chance de prejudicar os demais carroceiros, já que o carrapato se infesta rapidamente”, ressalta o carroceiro.

A febre maculosa é transmitida pelo carrapato estrela, que contamina hospedeiros, como a capivara. O animal infectado transmite a doença para outros carrapatos, que podem transmiti-la à seres humanos. Os principais sintomas da febre maculosa são: Febre, manchas no corpo, calafrios, náuseas, vômitos e diarreias. A doença pode levar a óbito em até 60% dos casos.  

A atuação dos médicos-veterinários no combate à Febre Maculosa é imprescindível, conforme enfatiza dr. José Renato. “Todas essas ações de saúde pública envolvem o médico veterinário, desde a questão ambiental humana e animal. Afinal, hoje visamos a saúde única. Possuímos em nossa formação, conhecimentos da parte epidemiológica, para atuarmos de forma geral de toda a dinâmica da transmissão da febre maculosa”.