Os seres humanos e os animais de companhia constituem vínculos cada vez mais estreitos, sendo considerados até mesmo como membros da família. Essa proximidade, no entanto, nem sempre é positiva. O animal pode estar exposto a ser negligenciado e a sofrer atos de crueldade por parte dos tutores. A relação entre atos de crueldade com animais, a violência interpessoal humana, e o papel do médico-veterinário em casos de maus-tratos, são o tema de um artigo técnico publicado na edição nº 141 da Revista V&Z em Minas. Clique aqui: https://bit.ly/2XOyLi1 e leia na íntegra!


Neste sentido, os autores apontam como a violência familiar, infligida contra crianças, jovens, idosos e mulheres, está diretamente ligada aos maus-tratos a animais de companhia. O artigo objetiva demonstrar a relevância do tema e destacar a atuação do profissional médico-veterinário como ator fundamental na vigilância e na interrupção dos ciclos de violência, promovendo um contexto de saúde única, salvando vidas humanas e reduzindo o sofrimento dos animais. 


O artigo intitulado “Teoria do Elo: Maus-tratos aos animais e a violência interpessoal humana no contexto da Saúde Única” está disponível na edição nº 141 da Revista V&Z em Minas. O periódico é enviado aos profissionais inscritos e entidades ligadas à Medicina Veterinária e à Zootecnia, e também está disponível gratuitamente para download, no site do CRMV-MG.