Com a chegada do fim do ano, uma das principais ferramentas de divulgação publicitária é a “Black Friday”, utilizada para oferecer descontos em produtos ou serviços. No entanto, o CRMV-MG orienta que, na Medicina Veterinária, a prática é proibida e passível de processo ético-profissional.

Publicidades com promoções ou que mencionem preços são proibidas pelo Código de Ética da profissão (Resolução CFMV nº 1.138/16). Ele veda às médicas-veterinárias e médicos-veterinários, a divulgação de seus serviços em meios de comunicação de massa e em redes sociais, informando os preços e as formas de pagamento. Também proíbe que sejam divulgados como gratuitos ou com preços promocionais.

Nesse sentido, a Resolução CFMV n° 780/04, que trata da publicidade na profissão, determina que em anúncios de clínicas, hospitais, laboratórios e outras instituições ligadas a Medicina Veterinária, devem constar, obrigatoriamente, o nome do responsável técnico (RT) e seu respectivo número de inscrição no CRMV.

Portanto, o profissional responsável técnico (RT) e o estabelecimento que veicularem propagandas que infrinjam as regras, seja em formato impresso ou digital, podem ser denunciados no CRMV-MG e, confirmada a falta ética, responderem a processo junto à autarquia.