Na última semana, Minas Gerais confirmou o terceiro caso de raiva humana do ano. Os três infectados são crianças, e duas morreram em menos de um mês. Todas as infecções foram identificadas na zona rural de Bertópolis, no Vale do Mucuri. Na mesma região, outro caso suspeito segue em investigação. Essa é a primeira vez desde 2012 que ocorrem mortes por raiva humana no estado.

 

Na tentativa de conscientizar a população sobre a gravidade da raiva, que nos seres humanos não tem cura e apresenta mortalidade de quase 100%, as estudantes da Escola de Veterinária da UFMG Lorena Macedo e Isadora Martins idealizaram o projeto Juntos contra a raiva em MG, desenvolvido em parceria com o Conselho Regional de Medicina Veterinária de Minas Gerais (CRMV/MG) e a Escola de Veterinária da UFMG. 

 

O perfil @crmvmg no Instagram reúne publicações informativas, com as principais informações sobre a doença em linguagem acessível.

 

O Expresso 104,5 conversou com as estudantes de Veterinária na UFMG, Lorena Macedo e Isadora Martins, criadoras do projeto. Ouça a entrevista conduzida pelo jornalista Filipe Sartoreto.

 

Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG