A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG) e a Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), vinculadas à Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), estão mais uma vez entre as melhores empresas do setor do Brasil. O anúncio aconteceu durante a premiação Melhores do Agronegócio, realizada pela Revista Globo Rural, na quarta-feira (30/11). Na categoria Serviços Agropecuários, elas conquistaram a segunda e a quarta colocação, respectivamente.

A premiação avalia empresas de diversas áreas do segmento, com base nos resultados financeiros do ano anterior, como receita líquida, endividamento, liquidez e margem - que equivalem a 70% da pontuação -, e indicadores de responsabilidade socioambiental, que têm peso de 30% na nota final. A metodologia é desenvolvida pela Serasa Experian.

"Estamos muito honrados e temos muito a celebrar pela conquista desse “Oscar” do Agronegócio que é a revista Globo Rural. A gente tá muito feliz por isso. Não só por isso, mas por todos os trabalhos que  realizamos durante o ano. O nosso foco são os agricultores familiares e eles também estão de parabéns por este prêmio”, declarou Otávio Maia, presidente da Emater-MG. A empresa, que levou o segundo lugar em Serviços Agropecuários, foi a primeira da categoria em 2021.

A Epamig também esteve, pelo segundo ano consecutivo, como a mais bem pontuada entre as Organizações Estaduais de Pesquisa Agropecuária (Oepas). A diretoria-executiva da empresa atribui esse desempenho às diretrizes adotadas nos últimos anos, que têm contribuído para a melhoria da gestão financeira, administrativa e da pesquisa.

“Ficamos muito felizes e orgulhosos e agradecemos o empenho de todos os nossos colaboradores, nas diferentes áreas: pesquisa, administração, campo e apoio. A Epamig caminha para os 50 anos e está em aprimoramento constante. Neste ano de 2022, passamos a ofertar ensino superior com graduação em duas áreas importantíssimas, Tecnologia em Laticínios, no Instituto de Laticínios Cândido Tostes, em Juiz de Fora e, Agropecuária de Precisão, no Instituto de Tecnologia de Agropecuária de Pitangui. Já estamos também com as pré-inscrições abertas para o próximo semestre”, destaca a diretora-presidente da Empresa, Nilda Soares.

Finanças e operações

O diretor de Administração e Finanças da Epamig, Leonardo Kalil, conta que nos últimos anos a empresa de pesquisa tem tido resultados financeiros positivos e ressalta que o gerenciamento desses números tem sido possível graças ao Sistema de Gestão Integrada (SGI), implantado em 2019. “Atualmente, temos ferramentas de gestão à vista e envolvemos ao máximo os colaboradores das diversas áreas e unidades da empresa nesses processos, o que facilita a tarefa de alcançar metas e potencializar nossas entregas”, afirma.

O diretor de Operações Técnicas da Epamig, Trazilbo de Paula, aponta os avanços na área da pesquisa, atividade fim da empresa. “Nossas linhas de pesquisa estão agrupadas em dez programas estaduais e em um programa especial, que buscam atender áreas tradicionais, como cafeicultura, bovinocultura e produção de leite e derivados, e inovadoras, como a biotecnologia. Nos últimos anos, temos nos aproximado bastante da gastronomia, por meio dos trabalhos com azeitona e azeite, uva e vinho, queijos artesanais e industriais, hortaliças PANC e flores comestíveis, dentre outros, e nos voltado para a sustentabilidade e a busca de boas práticas no manejo de plantas e de animais, como forma de atender aos anseios de produtores rurais e consumidores”.

A premiação

O Melhores do Agronegócio 2022 premiou companhias nas seguintes categorias: alimentos e bebidas; atacado e varejo; aves e suínos; bioenergia; comércio exterior; cooperativas; defensivos agrícolas; fertilizantes; frutas, flores e hortaliças; indústria de café; indústria de carne bovina; indústria de soja e óleo; laticínios; máquinas e equipamentos agropecuários; massas e farinhas; nutrição animal; produção agropecuária; reflorestamento, celulose e papel; saúde animal; sementes; e serviços agropecuários.

Também são concedidos quatro prêmios especiais: Destaque entre pequenas e médias empresas; Campeã em sustentabilidade; Maior entre as 500; e a Campeã das campeãs.

Os resultados são divulgados no Anuário do Agronegócio, que apresenta o perfil das vitoriosas e o ranking completo com as 500 maiores empresas do setor. A edição impressa será distribuída aos assinantes e poderá ser encontrada nas bancas. Já a versão digital poderá ser acessada pelo aplicativo Globo+.

Neste ano, o Anuário revelou que a receita líquida das 500 maiores empresas do setor somou R$ 1,393 trilhão em 2021, 21,7% acima do resultado obtido no ano anterior.

"Mais do que números, o que temos a celebrar são as pessoas. Este setor é vital para a economia brasileira. Todo o trabalho feito com otimismo, disciplina, gera riqueza. São histórias fascinantes que nós, na Globo Rural, temos orgulho de contar no site, da revista, nas redes sociais e, com destaque especial, no Melhores do Agro", afirmou a diretora editorial da Editora Globo, Sandra Boccia, durante o evento.


Fonte: Ascom Emater-MG e Ascom Epamig